Transexuais e travestis disputam vaga para ser dançarina de Popozuda

Transexuais e travestis disputam vaga para ser dançarina de Popozuda

Elas estão em um processo de seleção para serem aprovadas para a Gaiola das Popozudas

Já está na fase final o processo de seleção que vai escolher a dançarina transexual de Valesca Popozuda. Na tarde desta sexta-feira, 22, sete canditatas foram apresentadas ao EGO pela produção da funkeira.

Paula, Priscila, Natália, Nicole Surfistinha, Paola, Stella e Danielly foram escolhidas a partir de fotos enviadas por elas à equipe de Valesca. Nem todas têm experiência na dança. Duas são cabeleireiras, uma é estudante de Educação Física, outra é dona de uma clinica de estética e apenas duas são dançarinas. Elas vêm do Rio de Janeiro, Brasília, Santos e Porto Alegre. Mas o que as levou ali é um sonho comum: se tornar famosa em todo o país.

De acordo com o produtor de Valesca, Rômulo Handllengsen, pode ser que sejam escolhidas de duas a três transexuais e a seleção ainda não chegou ao fim. "Como Valesca vai viajar com shows pelo país, vamos prorrogar a seleção até julho. A príncipio essas e mais três que não puderam vir ao Rio já estão entre as selecionadas para os testes. Mas abriremos uma exceção se aparecer mais alguma excepcional", disse Rômulo.

Do grupo que posou para as fotos, apenas um delas já fez a cirurgia de mudança de sexo, a gaúcha Paula Oliveira, de 23 anos, que é dançarina em Porto Alegre. A carioca Natalia, que é gogo girl ao lado do marido em uma boate de Madureira, no subúrbio do Rio, ensinou às outras o seu truque para não ser surpreendida durante a dança: "Uso um esparadrapo para prender meu pênis que me permite até fazer espacate!"

E se o sucesso que elas fizeram durante as fotos- na escadaria externa de uma casa de shows na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio-, a ponto de fazer os motoristas congestionarem o trânsito gritando para elas "gostosas", o show de Valesca será um sucesso com as transex!


Conheça as transexuais candidatas a dançarinas de Valesca Popozuda

Fonte: EGO