Corpo de José Saramago é velado em biblioteca

Corpo de José Saramago é velado em biblioteca

Ele deve ser cremado e cinzas divididas entre Portugal e arquipélago espanhol

O corpo do escritor português José Saramago, que morreu nesta sexta-feira (18) em sua residência nas Ilhas Canárias, está sendo velado em uma biblioteca na cidade de Tías, localizada na ilha canária de Lanzarote. O escritor de "Ensaio sobre a cegueira" estava com 87 anos e sofria de leucemia e problemas respiratórios.

O corpo de Saramago deve se transportado neste sábado a Lisboa por um avião enviado pelo governo português. De acordo com a agência de notícias EFE, ele deveria ser cremado e é possível que parte de suas cinzas sejam enviadas a seu povoado natal, Azinhaga, em Portugal, e a outra parte fique em sua casa de Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

O administrador da Fundação José Saramago, José Sucena, disse em entrevista ao jornal português "Público" que é provável que o corpo chegue a Lisboa no sábado de manhã e fique no Salão Nobre da Câmara Muncipal de Lisboa. ?Há algumas divergências de informação quanto ao funeral?, disse José Sucena. ?Pilar del Rio [esposa] que irá dizer. Há quem diga que ele queria ser cremado e que as cinzas fossem espalhadas pela oliveira ao pé da casa [em Lanzarote], e há quem diga que essa informação está desatualizada e que ele gostaria de ficar em Lisboa.?

O velório do corpo de José Saramago já ocorre em Tías, na ilha canária de Lanzarote - o que indica que o escritor também pode ter dois velórios, um na Espanha e outro em Portugal. A solenidade ocorre na biblioteca Tías, que leva o nome do Prêmio Nobel de Literatura de 1998. O prefeito de Tías, José Juan Cruz, decretou três dias de luto como demonstração de respeito. O corpo do escritor está vestido com um traje escuro e ele está de óculos.

A escritora Nélida Piñon, que está na Espanha, vai representar a Academia Brasileira de Letras nos funerais do escritor.

Fonte: g1, www.g1.com.br