10 mentiras contadas nos filmes de Hollywood

10 mentiras contadas nos filmes de Hollywood

Os filmes são uma grande diversão para todos

Os filmes são uma grande diversão para todos. Mas algumas histórias contadas pela sétima arte as vezes não são consideradas reais. Infelizmente, a versão de Hollywood da História e dos fatos muitas vezes pode ser um pouco diferente. Separamos para você algum desses fatos que mais comuns mitos históricos espalhados por filmes.

1. Tudo acontece por uma razão

Decisões voltam para assombrar os heróis, escolhas individuais são mais importantes do que as tendências sociais e as batalhas são sempre sobre liberdade versus tirania em vez de, digamos, França e Inglaterra. É fácil ver por que cineastas decidiram contar histórias dessa forma. O perigo só vem quando começamos a pensar sobre a história real dessa maneira.

2. Heróis acreditam na democracia

Considere o filme O Patriota, de Mel Gibson, em que o herói, um proprietário de terras do sul dos Estados Unidos, não possui escravos, ou o filme Gladiador, em que o imperador romano Marcus Aurelius é retratado como sendo a favor da democracia. Na realidade, muitos líderes na guerra de independência americana possuíam escravos e Marcus Aurelius foi firmemente a favor da autocracia.

3. Os americanos se metem em todos os lugares

Uma das peças mais comuns de intromissão em história de filmes é a inserção frequente de um ponto de vista americano. Isso geralmente acontece porque os estúdios de Hollywood acreditam que o público americano pode não curtir filmes sobre protagonistas que não sejam americanos.

4. William Wallace, o lutador da liberdade

O filme de Mel Gibson de 1995, Coração Valente, é um filme de ação emocionante, mas como uma biografia do líder escocês William Wallace deixa bastante a desejar. Pouco se sabe sobre a vida de Wallace, mas a maioria das fontes concorda que ele era um rico fazendeiro, ao invés de um plebeu.

5. 300 espartanos que lutaram em Termópilas

Essa é uma história empolgante e interessante, mas com um pequeno problema: essa cifra está um pouco fora de contexto. Pelo menos 5 mil tropas de uma coalizão de cidades-estado gregas ocuparam inicialmente o passe. Mesmo depois de parte do exército se retirar, o número de defensores era provavelmente mais perto de 3 mil do que de 300.

6. O Titanic era inafundável

A maioria desses filmes usa a ironia do navio “inafundável” ser afundado em sua viagem inaugural. Há apenas um problema: a White Star Line não afirmou que o navio fosse inafundável.

7. Napoleão era baixinho

Não há nenhuma evidência real para sugerir que Napoleão era anormalmente baixo. Fontes contemporâneas colocam sua altura em 1,52 m, tornando-o perfeitamente na média para um homem do início do século XIX.

8. O gatilho do oeste selvagem

Mesmo as cidades de fronteira mais duronas tinham relativamente poucos tiroteios. Incidentes como o tiroteio no OK Corral, onde três homens foram mortos, são famosos precisamente porque eram raros.

9. Flechas flamejantes

Os filmes, no entanto, parecem sugerir que flechas flamejantes eram armas comuns nas batalhas, bem como os cercos. Na realidade, as pontas de ferro afiadas das setas eram mortais o suficiente para que os arqueiros não precisassem desperdiçar seu tempo colocando fogo nelas.

10. Vikings com capacetes de chifres

Infelizmente, os capacetes com chifres, retratados em muitos filmes são uma invenção. O único capacete Viking conhecido por arqueólogos, o capacete Gjermundbu, tem uma coroa redonda simples.

Fonte: Curioso Blog