24 de abril é o dia do goleiro. Como surgiu a data?

Explicamos como o dia 24 de abril ficou conhecido como o do goleiro

Esta terça é o dia responsável por evitar o momento máximo do futebol. Nesta terça-feira (26) é comemorado o dia do goleiro. E pouca gente sabe que a data foi uma forma de homenagear um pernambucano que foi um dos grandes arqueiros da história do Brasil. Trata-se de Aílton Corrêa Arruda, conhecido como Manga, nascido no dia 26 de abril de 1937, que começou a sua carreira no Sport em 1957.

Ele chamou atenção já nas categorias de base do Leão. Em uma das suas primeiras competições, no campeonato pernambucano juvenil de 1954, Manga não levou nenhum gol. Na época, o então técnico Gentil Cardoso não teve dúvidas: o levou até a equipe profissional. Apenas um ano depois, em 1955, a tão sonhada estreia aconteceu diante de um Clássico dos Clássicos, em plena Ilha do Retiro. Manga, com apenas 18 anos, não sentiu a pressão e ainda saiu de campo vitorioso. O Leão venceu o Náutico por 5×2.

Depois do Leão, ele defendeu o Botafogo, o Nacional do Uruguai, o Internacional de Porto Alegre, o Coritiba, o Grêmio, o Operário do Mato Grosso do Sul e, por fim, o Barcelona do Equador, encerrando sua carreira em 1982. Na Copa de 1966, ele chegou a jogou uma única partida, contra Portugal, ao substituir Gilmar dos Santos Neves.

O dia do goleiro foi oficializado em 1976 na data de 26 de abril, dia do aniversário de Manga, na época campeão brasileiro pelo Internacional aos 38 anos. No final daquele mesmo ano, aos 39, Manga chegou ao bi brasileiro pelo Inter.

Goleiro Manga
Goleiro Manga
Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br/