6 comidas que podem causas infecção

6 comidas que podem causas infecção

Algumas comidas são capazes de não fazer bem as pessoas

Algumas comidas são capazes de não fazer bem as pessoas, por estarem estragadas. Os riscos de se alimentar mal podem trazer consequências desastrosas para o seu organismo. Pensando nisso, listamos alguns desses alimentos para você.

1. Brotos crus

O consumo de brotos crus ou apenas levemente cozidos estão ligados e mais de 30 epidemias de bactéria, só nos Estados Unidos desde a metade dos anos 90. Os casos envolvem principalmente contaminação por salmonela e coliformes fecais. Isso acontece porque os brotos podem carregar bactérias que contaminaram as plantas ainda quando eram sementes. Sem levá-los ao cozimento adequado, os microrganismos não são eliminados e acabam afetando o corpo humano.

2. Carne malpassada

Só se deve consumir carnes ao ponto ou bem passada. Isso porque bactérias na superfície do alimento podem conseguir escapar para o inteiro da peça, se mantendo vivas se o cozimento no centro da carne não for suficiente. Bactérias podem permanecer no alimento após o cozimento. Além disso, a carne servida no espeto, como é comum em churrascarias, também é um risco. O corte nas fibras feito pelo espeto pode transferir micróbios da superfície para o centro da carne, por isso é importante consumir apenas peças bem passadas nessas situações. Caso ela não seja servida no espeto, um cozimento ao ponto é suficiente.

3. Ovos crus ou malcozidos

O índice de contaminação por meio do consumo de ovos malcozidos atualmente é bem menor do que já foi durante momentos de epidemia nos anos 80 e início dos anos 90, mas ainda assim, é um risco. A epidemia mais recente de contaminações por salmonela de ovos foi registrada em 2010, com mais de 2 mil casos de infectados.

4. Ostras cruas

Recentemente, o maior número casos de doenças causadas pelo consumo de alimentos é de responsabilidade de mariscos, especialmente ostras. Ele relaciona isso ao alto crescimento de micróbios em ambientes de água morna. O aquecimento global e o aumento da temperatura das águas têm causado a proliferação da bactéria vibrio, responsável por doenças fatais. Segundo os relatos de Marler, ele viu mais casos complicados em decorrência do consumo de ostras nos últimos cinco anos do que viu em vinte anos de carreira.

5. Frutas e vegetais previamente cortados ou lavados

Quando mais a comida é processada e manipulada, maiores são as chances de ela ser contaminada. As pessoas focam tanto na conveniência de comprar um produto já pronto para o consumo que acabam não calculando o risco disso.

6. Leite não pasteurizado

Também chamado de leite cru, o leite não pasteurizado tem algo risco de contaminação de vírus, bactérias e outros parasitas. No Brasil, geralmente o leite cru é consumido nas zonas rurais, consumido após a ordenha. Em 2013, a Academia Americana de Pediatria divulgou um comunicado condenando a bebida. A recomendação também é comum em outros órgãos de saúde ao redor do mundo, como a Associação Mundial de Saúde.

Fonte: Fatos Desconhecidos