6 sinais que a ciência prova que você está gordo

6 sinais que a ciência prova que você está gordo

Mulheres mais estressadas mais propensas a engordar mais rápido

Você acha que está ficando gordo? Selecionamos algumas coisas que a ciência pode ou não confirmar essa teoria para você. Confira:

1. Estresse, depressão e ansiedade

Estudos mostram, por exemplo, que mulheres mais estressadas mais propensas a engordar mais rápido, especialmente se tiverem enfrentando alguma situação traumática. Isso acontece porque elas, assim como alguns homens mais ansiosos, tendem a comer mais e a procurar comer alimentos mais calóricos em períodos críticos, já que eles mexem com a área de nosso cérebro responsável pelo sentimento de recompensa.

2. Poluição

Pasmem, mas até mesmo a poluição das cidades pode estar fazendo você e todo mundo engordar. Isso acontece porque alguns poluentes se acumulam no tecido adiposo (ou seja, na gordura).

Mas, calma, isso não acontece porque você está respirando: alguns poluentes impregnam nossos alimentos, especialmente os ricos em gordura, como carnes e peixes; e entrem em nosso corpo por meio da alimentação.

3. Trabalhar a noite

O ser humano, como você já deve ter percebido por conta própria, é um ser programado para trabalhar durante o dia e, à noite, dormir para descansar e repor as energias. Quando as pessoas trabalhando no período noturno, no entanto, o cilo fisiológico se altera, causando uma diminuição no gasto energético diário, ou seja, o corpo passa a gastar menos calorias por não entender o que está acontecendo. A única forma de evitar ganhar peso nesse tipo de situação é, literalmente, passar a comer menos.

4. Ano de nascimento

Essa é covardia, a gente sabe, mas a Ciência garante que se você nasceu depois do ano de 1942 (ou seja, a maioria de nós) você tem mais chances de ficar obeso. Conforme estudos apontaram, existe uma espécie de mutação genética, que apareceram em pessoas a partir do ano citado, que deixam as pessoas com mais massa gorda no corpo que acontecia antigamente.

5. Evitar refeições em família

Outro dos motivos chocantes para as pessoas estarem engordando é o número cada vez menor de refeições feitas em família. Segundo cientistas, esse hábito no protege da obesidade por nos proporcionar oportunidade de ligações emocionais. Isso, por si só, estimula a hábitos alimentares mais saudáveis, dá para acreditar?

Pesquisas mostraram, por exemplo, que crianças que compartilham refeições em família pelo menos três vezes por semana são 24% mais propensos a comer alimentos saudáveis do que aqueles que compartilham as refeições com menos frequência.

6. Música clássica em restaurantes

Se não quiser continuar engordando, procure um restaurante em que a trilha sonora seja um “batidão”. Isso porque, segundo estudos científicos, música clássica em restaurantes deixa as pessoas mais dispostas a consumirem mais comida e mais café.

Fonte: Segredos do Mundo