7 coisas que você não sabia sobre a gripe

7 coisas que você não sabia sobre a gripe

A gripe atinge milhões de pessoas, em especial as crianças

A gripe é uma doença que parece bastante inofensiva, mas existem alguns fatos que as pessoas não querem comentar com você.

Os sintomas variam de acordo com a pessoa. Tosse, febre, dor no corpo, nariz escorrendo e irritação na garganta podem parecer em uma gripe comum. Para acabar com isso é só ir em uma farmácia e comprar remédio.

Mas o que muita gente não sabe é que a gripe pode ser bastante perigosa. Para isso, separamos 7 coisas assustadoras sobre a gripe que você não sabia. Confira:

1. Menor cobertura vacinal do país contra a gripe acontece no Acre

Mesmo com a prorrogação da campanha de vacinação para até o dia 20 de maio deste ano, o Acre é o estado com a menor cobertura vacinal contra a gripe.

2. Afeta milhões de pessoas todo ano

Cerca de 3 a 5 milhões de pessoas são afetadas por casos graves da gripe anualmente. A doença atinge milhões de pessoas no mundo e cada vez mais em uma frequência que só cresce.

3. Os animais também sofrem de gripe

Mamíferos e aves podem ser infectados pelo vírus da gripe. A maioria dos que contraem gripe se recupera completamente dentro de duas semanas. Contudo, alguns indivíduos podem desenvolver complicações médicas graves e potencialmente fatais, como a pneumonia

4. Crianças, gestantes e idosos são as mais atingidas

O vírus da gripe atinge pessoas de todas as idades, embora se manifeste de forma mais severa em crianças pequenas, idosos e indivíduos com o sistema imunológico comprometido, como portadores de doenças crônicas ou transplantados.

5. As pessoas não seguem os devidos cuidados para evitar uma gripe

A gripe atinge milhões de pessoas, em especial as crianças, idosos e gestantes, mas o que as pessoas não priorizam são os métodos de prevenção dela. Muitos casos podem ser evitados se você fizer coisas simples para evitar

6. Pode chegar a virar pneumonia e levar ao óbito

Se a gripe não for bem cuidada, pode levar ao óbito. É preciso ter atenção aos primeiros sinais, como catarro, tosse intensa, desconforto na respiração, secreção e dor para respirar. A partir desse quadro, ela pode evoluir para uma pneumonia.

7. Já provocou 74 mortes no Paraná, em 2016

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) do Paraná, o estado já chegou a confirmar 74 mortes em pouco mais de cinco meses.

Fonte: Fatos Desconhecidos