7 curiosidades sobre banheiros públicos que você nem imaginava

7 curiosidades sobre banheiros públicos que você nem imaginava

Os secadores de mão que usam ar quente são até 27 vezes mais sujos

Às vezes você vai para um local e tem que usar o banheiros público. O problema acontece que a não maioria das vezes, esse local não é o mais higiênico de todos.

Por isso, listamos 7 curiosidades nojentas sobre banheiros públicos.

1-Sabonete Liquido

Não adianta lavar as mãos só com o sabonete líquido. Pesquisadores descobriram que, em alguns desses banheiros, existe tanta matéria fecal nos sabões que é igual você estar lavando as mãos com água da privada. Isso muda de figura se o compartimento de sabão for hermeticamente fechado, sendo substituído por completo quando este acaba.

2-Elevadores

Pesquisadores mostraram que os botões dos elevadores, por exemplo, são muito mais “ricos” em germes do que alguns banheiros, sem contar que a “viagem” das bactérias pelo recinto é muito maior em lugares menores e menos ventilados.

3- Banheiros de casa

Na verdade, 68% dos germes encontrados no recinto podem estar próximos a ele ou em pessoas com quem você tenha contato. Além disso, o banheiro da sua casa não é tão mais limpo quanto você imagina: 5 horas depois da limpeza, eles são praticamente idênticos na imundície invisível.

4-Maçaneta

A maçaneta é uma das grandes vilãs. O trinco da porta é o lugar mais nojento de todo o recinto. Nos banheiros públicos masculinos, a predominância é de matéria fecal. Já nos femininos, os fungos vaginais fazem a festa. Por isso, ao sair, procure encostar na maçaneta com alguma toalha de papel.

5-Água parada

Quando você urina sobre a água parada do vaso sanitário, a agitação cria uma espécie de névoa nojenta, que pode te levar a inalar um monte de bactérias. Uma sugestão: com a tampa fechada, aperte a descarga antes de usar a privada.

6-Assento sanitário

Pessoas dizem que você exagera quando cobre o assento do vaso sanitário. Porém, estudos mostram que, na teoria, a bactéria Staphylococcus aureus resistente à meticilina, comumente chamada de SARM, pode, sim, te contaminar e estar presente no assento. Ela pode causar lesões na pele, como feridas e abcessos, mas, até hoje, não foi comprovado nenhum caso de transmissão através do banheiro.

7-Secadores de mão

Acredite, os secadores de mão que usam ar quente são até 27 vezes mais sujos do que aqueles que usam toalhas de papel. Isso é possível porque ao agitar o ar, você pode soprar bactérias de outras pessoas que estão no aparelho.

Fonte: Mega Curioso