8 coisas que você precisa saber sobre a camisinha

8 coisas que você precisa saber sobre a camisinha

Em primeiro lugar, deve estar de fácil acesso antes do ato

Para se ter um sexo seguro, o recomendável é usar camisinha. Mas você sabe como o prestativo masculino funciona? Pensando nisso, listamos algumas coisas sobre a camisinha que você vaia adorar conhecer.

1. Qual a forma correta de colocar a camisinha?

Em primeiro lugar, deve estar de fácil acesso antes do ato e o invólucro que a contém só deve ser aberto no instante do seu uso. O pênis deve estar ereto, livre de lubrificantes, cremes ou pomadas. A pessoa deverá então segurar o preservativo pela extremidade, deixando um espaço isento de ar na ponta para conter o sêmen, diminuindo assim a chance de rompimento. A seguir, a camisinha deve ser desenrolada, da extremidade para a base do pênis. Após o ato sexual, ainda com o pênis ereto, a camisinha deve ser retirada com cuidado, de forma a impedir que o sêmen extravase.

2. Como escolher o tamanho ideal?

A medida convencional usada para determinar o tamanho da camisinha é a do diâmetro, cujo valor médio (tradicional) e mais encontrado para o consumidor é de 52 mm. Entretanto, podem ser adquiridos preservativos de 55 mm (extra) e de 49 mm ('teen'), que devem ser escolhidos de acordo com as dimensões do pênis. Quanto ao comprimento, as camisinhas variam de 16 a 19 centímetros, sendo de extrema importância a certificação do tamanho correto, pois camisinhas maiores do que o tamanho do pênis podem comprometer a proteção.

3. Existe risco de gravidez?

Sim, mas eles normalmente estão associados ao mau uso do preservativo. Se a camisinha é colocada corretamente e usada do início ao fim da relação, em todas as relações, as chances de gravidez são próximas de zero.

4. A camisinha protege contra todas as DSTs?

Não. A base do pênis e área externa na vagina não são contempladas pela proteção da camisinha, portanto qualquer ferida ou verruga causada por DST nessas partes pode ser transmitida pelo contato.

5. Se eu usar mais de uma, estou mais protegido?

Essa prática não é recomendada, pois a fricção das duas malhas de látex pode causar um rompimento das camisinhas, muitas vezes sem a percepção do usuário.

6. É necessário usar durante o sexo anal?

Sim, principalmente para evitar infecções e contaminações na área. Isso porque a flora bacteriana da região anorretal é diferente da que encontramos na uretra ou vagina, podendo oferecer uma dificuldade extrema de tratamento caso venha causar infecções uretrais ou vaginais.

7. Pessoas que têm alergia a látex podem usar a camisinha masculina?

Evidentemente que se tem alergia, o indivíduo não deve usar a camisinha masculina feita de látex. Hoje no mercado existem as camisinhas feitas de silicone, ou mesmo a camisinha feminina, que é feita de poliuretano ou borracha nitrílica, materiais com pouco potencial alergênico.

8. Se a camisinha furar, qual o procedimento mais adequado?

É preciso salientar que a camisinha raramente irá estourar se for usada e conservada adequadamente. Caso ocorra o rompimento, o coito deverá ser interrompido imediatamente e uma nova camisinha deve ser adequadamente usada.

Fonte: Minha Vida