8 curiosidades sobre pessoas transexuais que você não sabia

8 curiosidades sobre pessoas transexuais que você não sabia

Um assunto que está muito na mídia é a transexualidade

Um assunto que está muito na mídia é a transexualidade. Mas você sabe o que uma pessoa transexual? Em termos simples, a pessoa nasce com um determinado sexo (nasce biologicamente homem, por exemplo), mas não se identifica com ele.

Para você quer ficar por dentro do assunto, separamos 8 curiosidades que você não sabia sobre pessoas transexuais.

1. Podem usar o nome social no serviço público federal

A população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) já pode utilizar o chamado “nome social” em órgãos do serviço público federal, como empresas estatais, universidades federais e ministérios por conta de um decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff.

2. Elas não querem ser aceitas como homens ou mulheres (após a transição de gênero)

Alguns sim, quando têm a aparência muito feminina ou masculina e não levantam suspeitas, preferem viver como mulheres e homens e deixam para contar que são transgêneros apenas na intimidade, em relações próximas de amizade ou quando estão prestes a se envolver romanticamente com alguém.

3. Apenas 10% trabalham de carteira assinada

De acordo com estimativas da Associação Nacional de Travestis e Transexuais(Antra), apenas 10% do grupo trabalham registrados. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que a preocupação com a formação profissional de grupos minoritários como este fica ainda mais latente.

4. Pessoas Trans são proibidas de tirar CNH na Rússia

Em território russo, pessoas transgêneros, cross dressers, hermafroditas, travestis, transexuais, praticantes de fetichismos, voyeurismo e exibicionismo não podem tirar carteira de habilitação.

5. Se perceber Trans é diferente de se descobrir homossexual

A homossexualidade implica basicamente em atração por pessoas do mesmo sexo, com o desejo erótico e/ou afetivo por alguém do mesmo sexo.

6. O modo de se referir a uma pessoa transexual

Uma boa forma de tratamento e estilo para se referir às pessoas trans é usar “sempre formas neutras, como “a” pessoa trans.

7. Transexualíssimo não é uma doença mental

O transexualíssimo entrará em uma nova versão da lista e não será mais classificado como uma doença mental.

8. Vítimas de homicídio e mais propensas à pobreza

Só em 2013, cerca de 72% das vítimas em homicídios praticados contra a comunidade LGBT eram mulheres trans.

Fonte: Ultra Curioso