A força é proporcional a quantidade de músculos?

A grande maioria das pessoas acha que força é sinônimo de músculos

Você vê um sujeito musculoso na academia e logo pensa: esse cara é forte! Saiba que este pode ser um pensamento equivocado, pois os músculos não necessariamente significam força.

A definição muscular é um fator muito mais relacionado à estética do que a potência. De acordo com os profissionais de educação física e os médicos especializados em medicina esportiva, a massa muscular não equivale a mais força, ou seja, uma pessoa mais magra pode ser mais forte do que uma pessoa com músculos.

A força de uma pessoa está ligada a fatores externos e internos. A potência, ou força muscular, é a força máxima ou a tensão que pode ser gerada por um músculo ou grupo muscular.

Os músculos são formados por fibras de contração rápida e de contração lenta. Estas estruturas agem de maneira diferenciada em atividades de explosão muscular e resistência.

Não existem dados científicos que comprovem que o treino físico aumente as fibras musculares. Sendo assim, o ganho de músculos não aumenta a força ou potência. Tudo é uma questão de predisposição genética.

Quem treina nas academias consegue aumentar o volume dos músculos, se torna mais resistente à fadiga e até melhora a potência, mas não fica extremamente forte. Em resumo: tamanho não tem relação à força.

Vários estudos afirmam também que o tecido muscular apresenta força equivalente em todas as pessoas, independentemente do tamanho da estrutura muscular. Algumas pessoas também têm uma tendência natural a apresentar mais força por causa de questões anatômicas, como as ligações dos músculos. Isso explica porque alguns indivíduos magros são mais fortes do que os musculosos.

Existe ainda um limite de força que se pode acumular ao longo dos treinos, mas obviamente os ganhos de massa muscular ajudam a ganhar força.


Image title

Fonte: sitedecuriosidades