Amor das pessoas pelo álcool vem dos macacos, afirma cientista

O biólogo Matthew Carrigan parece ter a resposta para essa questão.

Uma das características comuns dos humanos é seu amor à bebida alcoólica. E agora isso pode ter uma explicação: uma herança dos macacos.

O biólogo Matthew Carrigan parece ter a resposta para essa questão. Em uma entrevista na CBC Radio e Quarks, Dr. Carrigan explicou que a respostas está em uma enzima chamada ADH-4, que decompõe o álcool. Os seres humanos, segundo ele, têm uma forma particularmente eficaz desta enzima que pode até mesmo quebrar o álcool para transformá-lo em combustível de cedência de energia.

“A diferença é dramática. Há um aumento de 40 vezes na eficiência de nossas enzimas, em comparação com quase todos os outros primatas”, disse ele. Mas os nossos antepassados nem sempre possuíram esta enzima. Isso se deu porque há 10.000 mil anos atrás, quando os macacos desceram das árvores, frutos caídos e fermentados estariam disponíveis. E enquanto isso não seria o lanche mais desejável, certamente seria preferível consumi-lo a morrer de fome.

“Dada a escolha entre passar fome e comer a fruta podre, comer a fruta é vantajoso – contanto que você tem a enzima para processar o álcool e não ficar intoxicado,” disse o Dr. Carrigan.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo