Após estudos, cientistas afirmam que maconha se mostra mais segura do que o álcool

Maconha é mais segura do que se pensava, dizem cientistas

Uma equipe de cientistas que publicou um artigo no jornal Scientific Reports, da Nature, acabou de descobrir que a maconha, quando comparada com outras drogas recreacionais, é mais segura do que pensávamos. A substância mais perigosa de todas é o álcool, segundo o estudo.


Durante a pesquisa, foi quantificado o risco de morte associado a várias substâncias comuns. Não sendo estranho, o top 3 mais mortal é formado por álcool, heroína e cocaína, respectivamente. A maconha ficou em último lugar, sendo considerada a mais segura. A planta é 114 vezes menos mortal do que as bebidas alcoólicas.

Com a legalização ou descriminalização da “marijuana” em pauta em vários lugares do mundo, o estudo vem em boa hora. De acordo com a pesquisa, fica claro que as autoridades precisam se preocupar com o consumo excessivo de outras substâncias mais danosas à vida do consumidor e das pessoas próximas dele.

Porém, é preciso lembrar que isso não significa: "vá fundo". No Brasil, a maconha é proibida. Além disso, qualquer coisa que você ingerir ou colocar em seu corpo pode fazer mal — obviamente, em excesso. Podemos usar como exemplo o açúcar, o sal e várias outras substâncias e produtos legalizados.

"É preciso priorizar a gestão de risco frente ao álcool e ao tabaco em vez de drogas ilícitas", comentaram os cientistas. E, especificamente sobre a maconha, eles sugerem "uma abordagem regulatória legal estrita em vez da abordagem de total proibição que acontece atualmente".

Fonte: Mega Curioso