Após ser maltratado e abandonado, cão surdo aprende a linguagem dos sinais

O cachorro, no entanto, não se deixou abater e deu a volta por cima após conhecer Rosie Gibs, uma entusiasta da linguagem dos sinais que se apaixonou pela história de Horus.

Assim como os humanos com deficiências sofrem com o preconceito de muitos, os cãezinhos também precisam enfrentar muitos obstáculos quando apresentam algum problema. Foi o caso de Horus, que foi abandonado por seus tutores, que vicidados em heroína, maltratavam o bichinho principalmente por ter problemas auditivos. O cachorro, no entanto, não se deixou abater e deu a volta por cima após conhecer Rosie Gibs, uma entusiasta da linguagem dos sinais que se apaixonou pela história de Horus.

 Horus já nasceu surdo e sofreu diversos maus-tratos de seus tutores - um casal de usuários de drogas. Após ser abandonado, o pet começou a apresentar comportamentos rudes e desobedientes.

 Após ser abandonado, o pet passou mais 18 meses vivendo em abrigos, já que seu comportamento dificultava a adoção e o cãozinho raramente se adaptava aos lares que tentavam o adotar.  Foi apenas quando conheceu Rosie Gibs que sua história mudou! Entusiasta da linguagem dos sinais, a mulher resolveu ajudar o cãozinho e o ensinou como se comunicar com as pessoas.

A linguagem dos sinais foi ponto crucial na vida de Horus. O cãozinho passou a se comunicar melhor e assim descobriu uma nova forma de agir, deixando aqueles comportamentos rudes de lado de uma vez por todas.


Fonte: Msn