Argentino viaja 1.200 quilômetros para adotar cão de duas patas

Em breve, Tito deverá ganhar próteses

Gustavo De Rosa, de 52 anos, viajou 1.200 quilômetros de Buenos Aires a Santiago del Estero (Argentina) para adotar Tito, um filhote de cachorro "salsicha" que nasceu sem as patas dianteiras.

O argentino se sensibilizou com a história do animal. A dona estava com dificuldade de vender ou mesmo dar Tito por causa da deformidade.

Sorte que Gustavo é grande amante de animais. Em sua casa vivem 14, entre cães e gatos, que têm vários tipos de problemas. Além disso, o bom samaritano mantém um abrigo onde abriga outros 200 animais.

"Tito é um cachorro que durante os anos que viver vai precisar de ajuda. Estou disposto a lhe dar a ajuda. Na minha casa ele a terá", disse Gustavo ao resgatar o animal, segundo reportagem do "Nuevo Diario". Em breve, Tito deverá ganhar próteses.





Fonte: OGlobo