Autoridades confiscam 17 serpentes píton de contrabando

Elas são consideradas vulneráveis ou ameaçadas.

As autoridades do Camboja confiscaram uma carga de 102 tartarugas alongadas e 17 serpentes píton que estavam sendo contrabandeadas em uma estrada da província de Kandal (sudeste) rumo a Phnom Penh, informaram nesta terça-feira fontes da guarda florestal.

"Nos avisaram sobre a rota do caminhão", declarou à Agência Efe o chefe da guarda florestal do distrito de Kien Svay, E Sophy, ao se referir à operação que foi realizada na segunda-feira a cerca de 30 quilômetros da capital, em parceria com a polícia nacional.

O motorista do caminhão abandonou o veículo e conseguiu escapar, enquanto os animais resgatados com vida foram entregues à organização "Wildaid".

A tartaruga alongada é uma espécie que se encontra em perigo de extinção, segundo organismos de conservação internacionais como o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), por causa da demanda que existe para seu consumo e como animal de companhia.

Várias espécies de serpentes píton que habitam no Camboja são consideradas vulneráveis ou ameaçadas devido ao valor de sua pele/couro e de sua carne, e seu comércio está regulado pelo Convênio Internacional de Comércio de Espécies em Perigo (CITES, em inglês).

O contrabando de fauna dizimou a população de muitas espécies no Camboja, como o urso malaio, o tigre, o golfinho do rio Irrawaddy e o elefante asiático.


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Terra