Bebê dado como morto volta à vida após ser abraçado pelos pais

No sexto mês de gravidez os bebês nasceram prematuramente e um deles sofreu complicações.

O casal australiano Kate e David Ogg tentou por anos ter um filho e assim que receberam a notícia de que eles teria gêmeos foi recebida com muita felicidade. No sexto mês de gravidez os bebês nasceram prematuramente e um deles sofreu complicações.



Jamie nasceu no dia 25 de março de 2010, e a irmã, Emily, nasceu dois minutos depois. Os pais ficaram preocupados que ao nasceu Jamie não fez barulho nenhum, ao contrário da irmã que chorou bastante. Em entrevista ao Daily Mail, a mãe dos gêmeos disse que, quando percebeu, uma equipa de aproximadamente de 20 médicos estava em volta do bebê. "Ele parou de respirar e quase não tinha mais batimentos cardíacos. Depois de 20 minutos, os médicos pararam de tentar reanimá-lo", disse.

Ainda segundo a mãe, ele adora dizer: 'Quando nasci eu era gordinho e os gêmeos eram magrelos. Jamie também estava morto, mas agora ele está vivo'. Na entrevista, Kate conta que na primeira vez que a filha, Emily, soube o que tinha acontecido após o nascimento de Jamie começou a chorar e abraçar o irmão.

Os médicos ficaram preocupados com a possibilidade de Jamie ter paralisia cerebral, em decorrência da falta de oxigênio no cérebro. Mas a criança não teve sequelas e nenhum problema de saúde se manifestou depois. Atualmente, a família levanta fundos para a Miracle Babies Foundations, que ajuda bebês que nasceram prematuros e doentes.

Fonte: iBahia