Bebê que viveu 100 minutos salva vidas após ter órgãos doados

Bebê Teddy tinha anencefalia e viveu apenas 100 minutos.

Os pais de um bebê nascido na Grã-Bretanha, que viveu apenas 100 minutos, deixou um legado que emocionou  e comoveu pessoas no mundo inteiro. Afinal, provou que em meio à uma tragédia é possível salvar vidas.

Durante o período de gestação, os país da criança, Mike Houlston, de 30 anos de idade, e sua parceira Jess Evans, de 29, descobriram que um de seus gêmeos estava fatalmente doente com anencefalia, um defeito congênito raro que impedia o desenvolvimento do cérebro e do crânio.

Após o diagnóstico eles tomaram a corajosa decisão de doarem os órgãos do menino para salvar outras vidas. Bebê Teddy, que tinha anencefalia, viveu apenas 100 minutos e salvou outras vidas após se tornar o mais jovem doador de órgãos da Grã-Bretanha.

A família foi homenageada pela atitude com um prêmio de reconhecimento especial no “Daily Mirror’s Pride of Britaian”.

Image title



Fonte: Com informações do Gadoo