Caneta de feltro salvou missão do homem na Lua

Caneta de feltro salvou missão do homem na Lua

Armstrong foi o primeiro a pisar na superfície da Lua

A famosa espaçonave Apollo 11 ficou conhecida por levar três astronautas a Lua em 21 de julho de 1969. Dos três astronautas presentes na missão, Armstrong foi o primeiro a pisar na superfície lunar, seis horas depois, às 2h56 do dia seguinte. Aldrin se juntou a ele 20 minutos depois.

Michael Collins, pilotou a nave principal sozinho na órbita da Lua, até Armstrong e Aldrin voltarem para a viagem de volta.

A Apollo tinha três partes: um módulo de comando com uma cabine para os três astronautas, que foi a única parte que voltou à Terra; um módulo de serviço, que dava apoio ao módulo de comando com propulsão, energia elétrica, oxigênio e água; e um módulo lunar para pousar na Lua.

Qualquer erro poderia ser fatal. E os astronautas passaram por um problema que quase leva a missão ao fracasso.

Após coletarem material para levarem para Terra. Armstrong e Aldrin estavam esperando Collins, que estava no modulo de comando. Mas Aldrin percebeu que um objeto estranho no chão poderia levar o fim da missão. O que o astronauta encontrou foi a manopla de um disjuntor essencial, que ligava o foguete para tirá-los da superfície.

Se não conseguissem acionar aquele disjuntor, o módulo não iria a lugar nenhum. As horas passavam e nada acontecia. Foi então que Aldrin notou que poderia tentar encaixar alguma coisa no disjuntor para fazê-lo funcionar. Porém, não poderia ser qualquer coisa de metal.

Aldrin então alcançou uma caneta marcadora em seu bolso no ombro - aquelas com ponta de feltro. Ele então enganchou a ponta da caneta sem tinta no lugar do interruptor quebrado e o disjuntor foi acionado. Às 17h35, o módulo lunar se acoplou ao módulo de comando na órbita da Lua e espaçonave voltou para Terra.

Fonte: BBC Brasil