Casal cria urso de pelúcia de dois anos como criança: "Nosso filho"

Ele foi comprado por R$ 80 e é considerado filho do casal.

Sem filhos, um casal de Brasília "adotou" um ursinho de pelúcia que os acompanha em todas as atividades do dia a Dia. Grégorio, como é chamado pela professora de informática, Ludymery Ferreira, e Ricardo Sousa, já ganhou festas de aniversário, levou as alianças no casamento dos "pais" e até foi homenageado no topo do bolo da comemoração.

Gregório tem dois anos e foi comprado pelo casal quando eles ainda eram namorados, em um supermercado, por R$ 80. Desde então, o urso de pelúcia é tratado como "filho". Roupas, lugar para dormir e até tratamento especial de beleza são oferecidos para ele. Ludymery Ferreira, de 32 anos, diz que foi "amor à primeira vista".

"O Gregório é o nosso menino, fofinho, companheiro. Quando estou triste, o abraço dele me faz feliz. Meu esposo gosta de deitar em seu colo e assistir televisão. Faz parte da nossa família. Minha mãe não queria deixar ele ir em nosso casamento, mas tínhamos um carinho forte pelo Gregório e queríamos que ele fizesse parte desse momento tão especial em nossa vida", diz a professora de informática.

O urso de pelúcia também foi o "pajem" do casamento de Ludymery e Ricardo. De terno e levado no colo por uma criança, Gregório levou as alianças ao altar. "Nossos amigos e familiares sempre adoraram o Gregório, sempre acharam ele muito fofo. Se nos criticaram, pelo menos não foi na nossa frente. Alguns falam brincando que se tratamos o Gregório com tanto amor, vamos ser pais maravilhosos para nosso filho", explica o servidor público.

Os aniversários do urso Gregório também não passam em branco. O "filho" do casal já ganhou duas festas temáticas com bolo, doces, pirulitos, decoração, convites e até lembrancinhas. Segundo os moradores de Vicente Pires,  a comemoração é uma forma de "confraternizar" com amigos e família.

"Queremos demonstrar o carinho que temos por ele. Adoramos fotografá-lo. Achamos também superdivertido colocar no Facebook e nossos amigos curtirem e comentar fotos dele", diz Ludymery. Gregório também tem um lugar especial na casa, que fica em Vicente Pires, para "descansar".

"Ele dorme no sofá. Sempre dou boa noite para ele e converso com ele como se fosse um menino. Morro de medo de ele responder. Ainda não temos filhos, mas pretendemos ter daqui uns dois anos. Por enquanto vamos curtir o Gregório. Quando tivermos filhos, ele continuará sendo muito amado", conta a professora.

Os cuidados com o urso também são constantes. Gregório tem roupas do tamanho dele e toma sol pelo menos uma vez por semana. Além disso, passeios ao Pontão do Lago Sul, por exemplo, são feitos aos finais de semana. O objetivo é tirar fotos e espairecer, segundo o casal.

"Sempre gosto de trocar as roupinhas dele, passar um perfume para ele ficar cheirosinho, coloco ele para tomar um sol. Já até levamos o Gregório em algumas lojas para comprar roupas pra ele, acredita? Eu sempre levo ele pra passear na casa da vovó e vovô, coloco ele no banco do passageiro e o cinto de segurança. Ele parece um menino", diz Ludymery.

O casal não acredita que Gregório seja um urso de pélucia como os outros. Segundo Sousa, o "filho" é um grande companheiro, amigo e que faz a família ser mais divertida e feliz.


Gregório no casamento dos pais (Crédito: Reprodução )
Gregório no casamento dos pais (Crédito: Reprodução )
Gregório em seu aniversário (Crédito: Reprodução )
Gregório em seu aniversário (Crédito: Reprodução )
Gregório com o pai  (Crédito: Reprodução )
Gregório com o pai (Crédito: Reprodução )
Fonte: Com informações do G1