Casal do RS morre com 40 minutos de diferença, após 65 anos de casados

Casal do RS morre com 40 minutos de diferença, após 65 anos de casados

Italvino, de 89 anos, e Diva Possa, de 80, são o que podemos dizer, literais almas gêmeas. Após se conhecerem em um baile em 1948 nunca mais se separaram. Eram tão unidos que no final dessa vida de 66 anos, foram levados juntos também, de mãos dadas, apenas com 40 minutos de diferença no Hospital São Lucas da PUCRS, em Porto Alegre nesta ultima sexta-feira, dia 03 de Outubro.

“O pessoal da PUC os conhecia, sabia da luta deles, então juntaram as duas camas no quarto e eles vieram a falecer quase no mesmo horário, como se ele estivesse abrindo as portas para ela e arrumando a casa para eles ficarem juntos para sempre.” diz Rafael Max, neto do casal.

Seu Italvino foi diagnosticado com leucemia em agosto do ano passado, após visitar o médico devido a um sangramento no nariz e por isso vinha passando por tratamentos e internações desde então. Em menos de um ano Dona Diva foi diagnosticada com câncer na bexiga, também passando por várias dificuldades, inclusive uma cirurgia. Diva já estava no hospital desde Maio e nesta sexta-feira Italvino foi levado de volta devido a uma hemorragia. Acabou falecendo no mesmo dia e logo após isso sua esposa o acompanhou.

“Ela sentiu que a hora estava chegando, pediu para ver parentes e meu avô foi ao hospital. Depois da conversa que eles tiveram, tanto ela ficou mais tranquila quanto ele, que lutava contra uma doença”, conta Max.

O casal residiu em diversos lugares durante sua vida, passando por Marau, Passo Fundo e Porto Alegre, Rio Grande do Sul. E por todo esse tempo sempre foram muito unidos e românticos. Ele preparava o café e o chimarrão todas as manhãs e levava para ela ainda na cama, dava flores em todos os dias dos namorados e ainda mantinha um horta em sua casa com as verduras que ela gostava.

“Ele sempre frisava que era um ano a mais de casado, porque o que contava era o início do namoro. Se considerava um eterno namorado”, conta Max.

Apesar da família ter ficado muito triste e até chocada com a perda dos dois, eles admitem que foi melhor dessa forma. “Eles não iam aguentar a dor de ficar um sem o outro”, Diz Max.




Fonte: razoesparaacreditar.com