Cerveja que ameniza efeitos da ressaca é criada, mas sem previsão de chegar ao mercado

Cerveja que ameniza efeitos da ressaca é criada, mas sem previsão de chegar ao mercado

Cientistas inventam cerveja que ameniza efeitos da ressaca

Domingo de manhã. Você acorda com tanta sede que parece que passou a noite fazendo aeróbica no deserto. O barulho mais sutil faz sua cabeça latejar. Na boca, aquele inconfundível gosto de cabo de guarda-chuva.

Quem nunca sonhou com uma cerveja que não desse ressaca?

Provavelmente tomados por esse desejo, cientistas da Griffith University conseguiram amenizar esse problema. O estudo foi publicado no International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism.

A cerveja anti-ressaca tem eletrólitos, substâncias capazes de diminuir o efeito diurético da cerveja. Isso porque a desidratação causada pelo álcool é a principal causa da ressaca.

Como funcionou a pesquisa?

Depois de adicionar os eletrólitos a cervejas comerciais de vários teores alcoólicos, os cientistas serviram a bebida a voluntários que haviam feito uma sessão intensa de exercícios.

Foram testadas desde cervejas de baixo nível alcoólico (2,3%) até comuns (5%)

Os cientistas concluíram que cervejas de baixo nível alcoólico com adição de eletrólitos eram 33% mais hidratantes que as cervejas comuns.

Enquanto essa cerveja não chega no mercado, vale a recomendação para fugir da ressaca: beba água!

Manter o corpo hidratado é a chave para não sofrer no dia seguinte.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Brasil Post