Cidade nos Estados Unidos abre primeira loja de maconha recreativa

“Se tivermos sucesso, outras cidades de Washington e do resto do país vão avaliar a possibilidade como uma opção viável”.

North Bonneville, no estado de Washington, é o primeiro município dos EUA a abrir sua própria loja de maconha recreativa, em um experimento que poderia servir de modelo para cidades que contam com pouco dinheiro e estão buscando meios de gerar receita.

A cidade de quase 1.000 habitantes, na fronteira com o estado de Oregon, abriu a Cannabis Corner no sábado. Cerca de 30 pessoas esperavam em fila na porta. Membros do governo estimam que a loja gerará uma receita de cerca de US$ 3,5 milhões no primeiro ano e que parte dela será derivada para gastos de polícia e de saúde pública.

“O município tem dificuldade para pagar as contas, então, se isso se tornar uma boa operação, será uma bênção financeira para a nossa comunidade”, disse Steven Hasson, administrador municipal. “Se tivermos sucesso, outras cidades de Washington e do resto do país vão avaliar a possibilidade como uma opção viável”.

North Bonneville, a cerca de 56 quilômetros ao leste de Portland, Oregon, abriu a loja três anos depois que os moradores dos estados de Washington e Colorado votaram a favor da legalização do uso recreativo da maconha. Oregon e Alaska decidiram a mesma coisa no ano passado.

A cidade, aninhada em um desfiladeiro cercado por penhascos sempre verdes, teve um orçamento de US$ 1,2 milhão no ano passado e enfrentou um déficit de US$ 30.000 a US$ 60.000, disse Hasson.

A cidade utilizou cerca de US$ 280.000 em créditos privados para reformar a loja e montar o estoque sem recorrer ao dinheiro dos contribuintes, disse Tim Dudley, diretor e presidente do conselho da Autoridade de Desenvolvimento Público de North Bonneville, com cinco membros, criada pelo município para administrar o negócio. Os lucros iniciais serão destinados a pagar os empréstimos, com uma receita estimada de US$ 100.000 para o município no primeiro ano e o dobro no segundo ano, disse ele.

US$ 108 milhões

No estado, as lojas de maconha recreativa geraram US$ 108 milhões em vendas do produto e US$ 27 milhões em impostos desde que entraram em funcionamento em julho, de acordo com dados do Conselho de Controle de Bebidas Alcoólicas do Estado de Washington, responsável por regular o setor.

Fonte: Msn