Cientistas afirmam que lambida de cachorro faz bem para a saúde

A investigação deve incidir sobre o efeito dos cães sobre a saúde de pessoas idosas.

Como se sabe, ter um cachorro de estimação faz bem para o bem estar de uma pessoa. Mas um estudo revelou que isso também pode ser benéfico à saúde do dono do animal.

Segundo cientistas da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, os micróbios presentes no intestino de um cão podem ter efeitos probióticos sobre o corpo de seus proprietários.

Os pesquisadores estão recrutando voluntários para participarem de um estudo a fim de testar tal teoria. A investigação deve incidir sobre o efeito dos cães sobre a saúde de pessoas idosas.

A estudante de doutorado de antropologia, kim Kelly, foi uma das principais responsáveis pelo estudo. Segundo ela, a ideia era descobrir os motivos que fazem com que um humano sintam vontade de acariciar e brincar com um cãozinho.

"A questão realmente é: ‘existe relação sob a pele entre cães e humanos?’”, comentou. “Acreditamos que sim”, concluiu.

O sistema digestivo humano possui mais de 500 tipos diferentes de bactérias, tanto aquelas consideradas boas quanto outras ruins. Os probióticos, muitas vezes são referidos como bactérias úteis por ajudarem a manter o intestino saudável, além de regular a digestão dos alimentos. Eles também são ditos como auxiliadores para manter o bom funcionamento do sistema imunológico.

Alimentos como iogurte e suplementos podem ajudar a melhorar o nível de probióticos no corpo.

A intenção dos cientistas é descobrir se um cão realmente é capaz de agir como o iogurte no corpo de uma pessoa.

Além deste estudo, outras pesquisas indicaram que os cães ajudam a reforçar o sistema imunitário de crianças, reduzindo doenças como asmas e alergias.

Fonte: Gadoo