Cientistas desenvolvem um sorvete que derrete mais lentamente

Eles garantem que a inserção da substância não afeta o sabor.

Pesquisadores das universidades de Edimburgo e Dundee Ter, ambas no Reino Unido, disseram ter descoberto uma proteína capaz de fazer com que o sorvete fique consistente por mais tempo.

Conhecida como BslA (na sigla em inglês), a proteína faz parte de alguns alimentos naturalmente e age pela adesão a gotículas de gordura e bolhas de ar, tornando a mistura mais estável. Os pesquisadores disseram ter desenvolvido um método de produção dessa proteína através das chamadas bactérias "amigáveis", que têm impactos positivos sobre a saúde.

E, se você é fã da sobremesa, pode ficar tranquilo: os cientistas já adiantaram que a inserção da substância não afeta o sabor do sorvete.

Image title

“Estamos entusiasmados com o potencial do novo ingrediente para melhorar o sorvete, tanto para os consumidores quanto para os fabricantes”, disse à “BBC” o professor Cait MacPhee, da Universidade de Escola de Física e Astronomia de Edimburgo, que liderou o projeto.

Segundo os pesquisadores, as vantagens da descoberta podem ir além. É o caso de permitir que sorvete e outros produtos congelados sejam fabricados com baixos níveis de gordura saturada, o que significa menos calorias. Os caminhões de entrega e congeladores de armazenamento também não teriam a necessidade de ser tão frios, reduzindo os custos de energia.

Porém, se a notícia soa boa demais para ser verdade, os pesquisadores estimam que o sorvete feito com o ingrediente ainda não estará disponível comercialmente nos próximos três a cinco anos.

Fonte: O Globo