Cientistas e a existência de Jesus Cristo

Cientistas e a existência de Jesus Cristo

Muitos ainda não acreditam que ele caminhou entre nós

Mesmo com os relatos na Bíblia sobre a confirmação da existência de Jesus Cristo, muitos ainda não acreditam que ele caminhou entre nós.

Até agora existem arqueólogos, historiadores, especialistas, fiéis e não fiéis em busca de provas palpáveis de que ele realmente Jesus existiu. Mesmo com isso grande parte de historiadores parecem concordar que Jesus existiu de verdade. Os estudiosos se baseiam em evidências textuais presentes na Bíblia e em outros registros antigos.

A não existência de restos mortais de Jesus e a falta de provas materiais fazem com que esse questionamento aconteça. Pense no caso dos pregos. Em 1911, um jesuíta inglês chamado Herbert Thurston contou todos os itens que supostamente teriam sido usados na crucificação.

A existência do Santo Sudário, que até hoje, séculos após sua descoberta, ainda não teve a sua origem e autenticidade comprovadas pela Ciência, e a própria Igreja não reconhece sua legitimidade oficialmente.

Apesar de existirem historiadores que acreditam que Cristo nunca existiu e não passa de uma “fabricação”, para a maioria dos estudiosos, as evidências de que ele foi uma pessoa real são mais contundentes. De momento, as provas sobre sua existência — como ser humano, de carne e osso — são obtidas da própria Bíblia.

Fonte: Mega Curioso