Cientistas inovam e desenvolvem vacina contra câncer de pulmão

A vacina foi aprovado em Cuba e agora o país faz acordo com outros

Cuba possui um sistema de saúde um dos melhores do planeta. Uma grande descoberta com tecnologia biomédica está atraindo olhares de especialistas de vários países.


Image title

Os pesquisadores cubanos afirmaram que já conseguiram desenvolver uma vacina contra o câncer de pulmão e que já está disponível, gratuitamente, para todos os cubanos.

A vacina é considerada algo importante, especialmente em um país que, por ter fama em produzir os melhores charutos, os índices de câncer de pulmão são altíssimos. Estima-se que na ilha, 1 a cada 4 pessoas morrem da doença.

A vacina em questão não funciona contra infecções virais – ela é administrada para pacientes que já desenvolveram o câncer.

O produto, chamado cimavax, provou conseguir prolongar a vida dos doentes com câncer de pulmão – onde, geralmente, os pacientes morrem rapidamente devido à agressividade.

A vacina foi aprovado em Cuba e agora o país faz acordo com outros para realizar testes clínicos em pessoas de diversas etnias.

Como a vacina funciona? O mecanismos é o seguinte: ela reconhece um determinado fator de crescimento proteico epidérmico (EGF). O EGF ocorre, naturalmente no corpo, sinalizando para as células crescerem e se dividirem.

Alguns cânceres fazem o corpo produzir uma quantidade excessiva de EGF, o que faz com que as células se reproduzam incontrolavelmente.

A vacina cimavax é composta de duas proteínas, uma das quais é componente da EGF. Ela estimula o corpo a ter uma forte resposta imune, produzindo assim anticorpos que reconhecem o EGF e se ligam a ele.

Isso faz com seja interrompido a conexão entre os receptores celulares das células cancerosas com o EGF. O fato sinaliza para as células do câncer do pulmão não continuarem a crescer, retardando a progressão da doença.


Fonte: Com informações do Jornal Ciência