Cineasta usando roupa especial vai ser devorado vivo por sucuri em programa de TV

Cineasta usando roupa especial vai ser devorado vivo por sucuri em programa de TV

Uma corda ficou presa na cintura do cineasta norte-americano para que ele pudesse ser puxado assim que fosse engolido e chegasse à barriga do animal.

Depois de transmitir um homem caminhando com olhos vendados em uma corda bamba a 180 metros de altura, o canal norte-americano Discovery vai mostrar uma cobra gigante engolindo uma pessoa viva, o cineasta, explorador e naturalista Paul Rosolie.

Intitulado Eaten Alive (Comido Vivo), o especial será exibido nos Estados Unidos em 7 de dezembro e no Brasil em fevereiro. O programa foi gravado na região amazônica e já é alvo de protestos de ONGs (organizações não-governamentais). Rosolie usou uma roupa especial, "à prova de serpentes", para ser devorado pela sucuri, uma das maiores cobras do mundo, originária da América do Sul.

Uma corda ficou presa na cintura do cineasta norte-americano para que ele pudesse ser puxado assim que fosse engolido e chegasse à barriga do animal. Para atrair o apetite da anaconda, ele se cobriu com sangue de porco. Segundo o canal, a cobra sobreviveu.

A organização não-governamental Peta (sigla em inglês para Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais) divulgou nota pedindo que o Discovery não exiba Eaten Alive. De acordo com o comunicado, a ação de Rosolie com a anaconda "é letal para o bicho". "A cobra vai pagar o preço, assim como acontece com os animais que são usados para entreter", diz a nota.

O explorador disse nesta sexta (7), em seu perfil no Twitter, que está impressionado com as reações a favor da cobra. Ele reforça que é encorajador ver essa repercussão vinda do público. "Em toda a história, a cobra tem sido um dos animais mais incompreendidos da Terra", escreveu Rosolie. "Elas foram perseguidas, assassinadas e exterminadas intencionalmente, talvez mais do que qualquer outro bicho. Mas, em menos de 48 horas, milhares de pessoas em todo o mundo estão se posicionando em defesa da cobra. É uma reposta apaixonante."

Rosolie é um aventureiro de Nova York que vive viajando para a América do Sul e Índia. Já publicou um livro sobre suas aventuras e tem um curta-metragem premiado. No Twitter, ele disse que não faria mal a nenhum ser vivo. Eaten Alive será a segunda transmissão polêmica do Discovery em pouco mais de um mês. No último domingo (2), o acrobata Nick Wallenda caminhou em uma corda bamba entre dois arranha-céus de Chicago (EUA) com os olhos vendados. A transmissão foi ao vivo e rendeu audiência de 5,8 milhões de telespectadores nos Estados Unidos para o Discovery. No próximo dia 11, o canal mostrará no Brasil um programa com os melhores momentos do especial.

Fonte: Noticias da TV