Como seria se algum país tentasse invadir o Brasil?

Avaliamos a probabilidade e como seria nosso esquema defensivo

Pois bem, nós brasileiros não podemos negar que de certa forma somos muito privilegiados pelo fato do Brasil praticamente não se envolver em guerras. Tudo bem que isso se deve a uma série de fatos, como a recente ascensão de nosso exército, a nossa posição no cenário mundial e também a nossa bandeira de país pacifista.

Mas por outro lado fica a curiosidade e a insegurança, afinal, caso fosse preciso e o Brasil fosse realmente invadido por um outro país, como seria o nosso desempenho no final das contas?

Bom, é óbvio que o que podemos fazer é uma previsão, baseada em nossa força militar, comparada com os demais países e potências. O nosso desempenho, portanto, pode ser especulado, mas não podemos afirmar que de fato seria isso que ocorreria, visto que cada situação é um caso.

Mas bem, para tal previsão nós vamos nos basear na lista de maiores potências militares do mundo, que foi realizada pela, Global Firepower Index.

Segundo essa lista o Brasil, ocupa a surpreendente posição de 22° país com a mais poderosa força militar de todo o mundo. Entre todos os países listados os três primeiros não são nenhuma novidade, recebendo o 1° lugar os Estado Unidos da América, 2° Rússia e 3° China.

Para chegar a esses resultados, os pesquisadores avaliaram o total de 160 países, e analisou 50 diferentes fatores dentro deste contexto, mas foram indiferentes a dois requisitos: as suas capacidades nucleares e a sua relevância militar dentro do cenário político mundial.

Portanto os principais fatores que foram avaliados, foram: O orçamento para defesa que país gasta durante um ano, a mão de obra militar pronta para a batalha, o poder terrestre (inclui a quantidade de tanques daquele país), poder aéreo (número de aeronaves) e por último o seu poder naval que nada mais é com que a quantidade de navios de guerra que a sua marinha possui.

Como já mencionamos anteriormente, no último ranking de 160 países avaliados, o Brasil arrematou a 22° posição, mas isso não é motivo para ficarmos satisfeitos, visto que no ranking anterior a esse o Brasil se posicionava no 18° lugar e um dia também já esteve no 14° dessa lista. Ou seja, estamos sendo ultrapassados a cada ano.

Para vocês terem uma noção, os dados do Brasil comparados com os dos EUA, que está no primeiro lugar no ranking, segue abaixo:

Orçamento para Defesa: EUA (577 bilhões de dólares), Brasil (34 bilhões de dólares)

Mão de obra militar pronta para a batalha: EUA (1,4 milhão de pessoas), Brasil (327 mil pessoas)

Poder terrestre: EUA (8.848), Brasil (486)

Poder aéreo: EUA (13.892), Brasil (749)

Poder naval: EUA (473), Brasil (113)

Bem, após essa drástica comparação podemos concluir que caso o Brasil fosse atacado pelos 21 países que estão a nossa frente no ranking, nós seriamos rapidamente arrasados, visto que não possuímos armamento, preparação e nem mesmo soldados o suficiente para combatê-los.

E eles são: EUA, Rússia, China, Índia, Reino Unido, França, Coréia do Sul, Alemanha, Japão, Turquia, Israel, Indonésia, Austrália, Canadá, Taiwan, Itália, Paquistão, Egito, Polônia, Tailândia e por último o Vietnã.

Mas por outro lado, também podemos estimar que caso o nosso país fosse ataco por qualquer outro país, nós teríamos plenas condições de nos defender e consequentemente alcançar a vitória.

E então queridos leitores da Fatos Desconhecidos, poderiam imaginar que essa era a nossa real situação no cenário mundial no quesito militar? Conta pra gente aqui em baixo, nos comentários.

05

Fonte: Fatos Desconhecidos