Conheça 8 animais que bebem sangue para sobreviver

Conheça 8 animais que bebem sangue para sobreviver

O percevejo, se alimenta de sangue, e gosta de atacar as pessoas

Quando falamos de animais hematófagos, ou seja, que vivem de sangue lembramos logo do morcego. Mas fique sabendo que existem outros seres que tomam o sangue para viver.

Para saber mais, criamos uma lista com o nome de oito animais que se alimentam de sangue. Confira:

1. Carrapato

Quando percebe a passagem de um hospedeiro, dirige-se para ele, “passeando” pelo seu corpo até encontrar um local seguro, como o pescoço ou a cabeça, onde o cão não o possa arrancar. Depois o carrapato introduz o seu aparelho sugador na pele e, durante horas, alimenta-se do sangue do hospedeiro.

2. Morcego

O animal rasga a pele dos bichos com os dentes e se alimenta do sangue que escorre, parando só quando estiver satisfeito!

3. Percevejos

Gosta de atacar as pessoas enquanto dormem, por isso são comuns em camas, colchões e estofados, como sugere o nome popular. Após a proibição do inseticida DDT, esse bicho voltou a ser uma praga comum em muitos países.

4. Piolhos

O grupo conhecido como Phthiraptera engloba cerca de 5.000 espécies, entre os quais estão os famosos Pediculus humanus, que gosta de ficar na cabeça, e o Phtirus pubis, que prefere o púbis. Além de sangue, eles apreciam bons restos de pelos, cabelos e pele.

5. Pernilongo

Conhecidos como pernilongos, mosquitos do gênero Culex atacam principalmente no verão, escolhendo suas vítimas pelo cheiro.

6. Lampreia-do-mar (o peixe vampiro)

A lampreia fixa a boca, dotada de uma espécie de ventosa, no corpo do peixe, raspa-lhe a pele e a carne com a língua e os dentes (a língua também tem dentes) e vaio sugando todos os tecidos juntamente com o sangue.

7. Peixe vampiro

Ele é um peixe de 18 centímetros encontrado no Rio Amazonas que. Esse peixe é atraído pelo odor da urina, entra na uretra de homens e mulheres para sugar seu sangue e só pode ser arrancado de lá com cirurgia.

8. Sanguessuga

A sanguessuga tem uma mucosa bucal, equipada com dentes que usa para cortar a pele de suas vítimas. Suas glândulas salivares secretam substâncias anticoagulantes (hirundina) para prolongar a hemorragia, vasodilatadoras e um anestésico local (para evitar que o animal atingido perceba sua presença).

Fonte: Curiosidades Nota 10