Conheça doenças relacionadas ao aumento de gases

Conheça doenças relacionadas ao aumento de gases

Algumas doenças relacionadas à alteração da absorção de compostos

Soltar pum é algo normal, mas a presença de muitos gases pode ser considerada um problema de saúde. Os gases são compostos por nitrogênio, oxigênio, dióxido de carbono, hidrogênio e metano. Nenhum destes tem odor, sendo os gases sulfurosos responsáveis pelo cheiro desagradável.

De acordo com especialista, os gases podem ser deglutidos (especialmente em pacientes com transtornos de ansiedade), o que é chamado de aerofagia, ou produzidos no intestino. A produção intestinal de gases depende de vários fatores como dieta, microbiota, absorção de alimentos e motilidade intestinal.

Algumas doenças relacionadas à alteração da absorção de certos compostos podem causar distensão e flatulência, cabendo destacar intolerância à lactose e síndromes de má-absorção.

A Gastroenterite aguda; Hipomotilidade intestinal relacionada à neuropatia diabética, hipotireoidismo, medicamentos e a própria constipação; Síndrome do intestino irritável, pela alteração da motilidade intestinal e da sensibilidade à distensão pelos gases; Supercrescimento bacteriano em intestino delgado, são algumas doenças relacionadas ao grande aumento de gases.

No tratamento destaca-se a adequação de dieta, como diminuir a oferta de alimentos que levam a produção de gases, com destaque para a redução da lactose na dieta dos intolerantes a este açúcar, retirada completa do glúten naqueles com doença celíaca e dieta FODMAP nos indivíduos com síndrome do intestino irritável.

Fonte: Minha Vida