E se misturamos analgésico com bebida alcoólica?

E se misturamos analgésico com bebida alcoólica?

Os analgésicos são bastante usados para dores musculares

Os analgésicos são bastante usados para dores musculares ou dores em qualquer parte do corpo. Mas o uso indiscriminado desse medicamento pode causar alguns problemas graves, principalmente se misturado com álcool.

Pesquisadores contam que os efeitos colaterais são desastrosos, causando alterações na frequência respiratória, alterações comportamentais e expondo o seu fígado a uma incontável quantidade de complicações.

Os relaxantes musculares como a ciclobenzaprina e carisoprodol, misturados com álcool podem causar tontura, sonolência, redução da frequência respiratória, problemas na coordenação motora, na memória, alteração de comportamento e até mesmo overdose.

Já os analgésicos opioides, como a eperidina e oxicodona, combinados com bebidas alcoólicas, dão sonolência, tontura, risco de overdose, redução na frequência respiratória e dificuldades de respirar, problemas na coordenação motora, comprometimento da memória e alterações comportamentais. O uso do tramadol causa sonolência e tontura.

Os analgésicos comuns, antitérmicos e anti-inflamatórios como o Ibuprofeno e diclofenaco causam dores de estômago e até mesmo gastrite podem ser efeitos colaterais. Já o naproxeno e celecoxib podem gerar problemas no fígado. A acetaminofeno, além do alto risco que traz ao fígado, a combinação desses remédios com bebidas alcoólicas podem resultar também em taquicardia.

Fonte: Segredos do Mundo