Em apenas 11 dias, terceira mulher é flagrada correndo pelada em Porto Alegre

No dia 30 de outubro, uma mulher foi presa após correr nua no parque Moinhos de Vento, conhecido como "Parcão"

Um par de tênis, óculos de sol e um boné foi tudo o que uma mulher usou para correr pelas ruas de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul na manhã deste domingo (9). Ela foi a terceira nua flagrada na cidade em apenas 11 dias.

De acordo com o fotógrafo que fez o registro, a loira desconhecida corria pelada a poucos metros do Palácio Piratini, sede do governo gaúcho. Policiais que trabalham na região disseram que o caso chegou a ser informado, mas a mulher não foi encontrada.

No dia 30 de outubro, uma mulher foi presa após correr nua no parque Moinhos de Vento, conhecido como "Parcão". De acordo com o jornal "Zero Hora", a mulher é brasileira e tem 30 anos. Por volta das 11h, ela começou a se despir e deixou os tênis, as roupas e as peças íntimas embaixo de um banco. Depois, continuou correndo. Segundo a publicação, a mulher relutou em se vestir ao ser abordada pela polícia. Cinco policiais participaram da apreensão da moça, que foi levada a uma delegacia da capital gaúcha.

Na última quinta-feira (6), uma mulher saiu caminhando pelada na rua, debaixo de chuva, também em Porto Alegre. A atitude foi filmada por várias pessoas que passavam pelo local. Ao repórter da RBS, que também registrou o flagrante, a mulher se identificou como Betina e disse que estava fazendo um "desabafo". "Eu não estou sem roupa, estou natural. O que não é natural é a gente não ter saúde. O que não é natural é uma atleta se tornar prostituta para sobreviver. O que não é natural é uma prostituta que devia ser rica virar sem-teto", disse a mulher, que também avisou que era lutadora de MMA (artes marciais mistas).


Fonte: Folha