Estátua com suposto notebook é prova de viagem no tempo, diz estudo

Há muito que tenta-se provar a possibilidade de viajar no tempo.

Há muito que tenta-se provar a possibilidade de viajar no tempo. Mas uma série de leis da física impede isso. No entanto, estudiosos procuram uma série de indícios em busca da possibilidade de pessoas do futuro terem conseguido fazer a viagem.

Uma delas é a estátua grega da imagem abaixo, em que uma menina aparece segurando o que parece ser um laptop. Obviamente, muitos desacreditam na afirmação, mas teóricos da conspiração apontam para "provas" de que estamos diante da presença de tecnologia em momentos distantes da história.

A estátua foi feita em 100 a.C., e o poucos sabem exatamente o que é retratado na imagem. Enquanto alguns dizem que se trata de uma mulher olhando para um notebook (e uma das provas é que a mulher olha diretamente para a "tampa" da tal caixa, que poderia ser a tela), outros afirmam que é apenas uma mulher abrindo uma caixa rasa.

"Não estamos dizendo que trata-se de uma mulher olhando um laptop das antigas, mas é possível que a imagem envolva visões do futuro de sacerdotes do Oráculo de Delfos", afirma um dos administradores da página StillSpeakingOut, do YouTube. A resposta de estudiosos céticos da arte local é que os objetos também poderia ser caixas de cera utilizadas na escrita de documentos e lembranças importantes.

A questão nem é discutida por cientistas, que afirmam "ser praticamente impossível" e "completamente destituída de provas científicas" a hipótese de computadores datarem de períodos tão antigos.

Estátua segurando possível laptop (Crédito: Reprodução)
Estátua segurando possível laptop (Crédito: Reprodução)
Estátua segurando possível laptop (Crédito: Reprodução)
Estátua segurando possível laptop (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do R7