Estudo comprova que camarão congelado é nojento, vídeo

Os pesquisadores da revista compraram 342 pacotes de camarão.

A Consumer Reports acaba de publicar um detalhado estudo sobre a segurança alimentar dos camarões congelados e descobriu alguns resultados aterradores.

Acontece que todas as pessoas que chamam o camarão de "as baratas do mar" têm um pouco de razão.

Os pesquisadores da revista compraram 342 pacotes de camarão congelado, alguns crus e outros preparados, de várias redes de supermercados.

Eles testaram o crustáceo para ver se encontravam patógenos e antibióticos e descobriram que 60% deles continham um dos quatro tipos de bactérias que podem causar doenças nos seres humanos - incluindo 16% das amostras cozidas, prontas para comer.

Estas bactérias incluíam a Vibrio, uma bactéria potencialmente letal e mais associada com ostras, que estão se tornando cada vez mais comuns devido à elevação da temperatura dos oceanos.

Ainda mais preocupante, a Consumer Reports descobriu vestígios de antibióticos em 11 amostras, todas importadas da Ásia.

A FDA, agência norte-americana que controla drogas e alimentos, proíbe o uso de antibióticos na aquacultura de camarões porque contribuem para a propagação de bactérias resistentes a antibióticos.

Mas alguns produtores, especialmente no exterior, as usam para evitar doenças e aumentar a produção - e 94 por cento do camarão vendido nos Estados Unidos é importado de outros países.

Se você é fã de camarão e ficou desanimado com estes resultados, a Consumer Reports tem uma sugestão: compre camarões selvagens pescados de forma sustentável. Como qualquer outro fruto do mar selvagem, pode ser que tenha patógenos, mas é muito pouco provável que contenha antibióticos.

Fonte: Com informações do Brasil post