Estudo comprova que chocolate emagrece; entenda

Os cientistas insistem sobre o fato de que estes primeiros resultados precisam ainda de confirmação.


O sabor do chocolate nos faz querer comer mais e mais, embora traga o drama de consciência que sentimos logo depois de ter comido alguns quadradinhos. Este tipo de culpa poderia pertencer ao passado, pelo menos, se você quiser acreditar nos últimos estudos feitos sobre o chocolate. Na verdade, parece que um consumo alto de chocolate poderia lhe ajudar a manter o peso sob controle.

Há dois anos os pesquisadores americanos constataram que um consumo alto de chocolate traria, certamente, uma grande quantidade de calorias e matéria gordurosa ao organismo, mas que ela desencadearia também um índice de massa corporal (IMC) incrivelmente mais baixo. O estudo foi feito com de cerca de 1018 pessoas com idades entre 20 e 85 anos.

Cientistas europeus se dedicaram também sobre esta questão. Estes últimos levaram em conta jovens entre 12 e 18 anos dos quais eles estudaram sempre a mesma seção de pele através de uma análise bioelétrica: eles puderam assim avaliar a quantidade e a composição de massa gordurosa corporal dos jovens voluntários. Além disto, dados referentes ao regime alimentar e atividades físicas dos jovens foram coletadas duas vezes por semana.

O resultado é surpreendente!

Mais os jovens consumiam chocolate, mais seu índice de massa corporal (ICM), sua cintura e sua quantidade de gordura corporal era baixa. A idade ou o sexo pareciam não ter influência, mas ao contrário, estudos estão em andamento para ver se os hábitos alimentares (consumo regular de frutas e legumes ou tipo de bebidas preferidas) podem explicar este surprendente resultado.

Qualquer que seja o resultado, o chocolate parece ter um efeito positivo sobre o peso e a quantidade de gordura corporal: para os cientistas, o mérito se deve à ação antioxidante dos polifenóis (em particular dos flavonóides) do chocolate. Sabemos de fato que estas substâncias permitem reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

Podemos então dar liberdade total à gulodice?

Vamos poder devorar tabletes inteiros de chocolate sem remorsos? Não é tão simples assim. Os cientistas insistem sobre o fato de que estes primeiros resultados precisam ainda de confirmação.

É preciso principalmente estudar mais de perto alguns aspectos: há uma diferença entre comer chocolate amargo e chocolate ao leite, por exemplo? Enquanto isso, que tal conferir algumas receitas de chocolate?!

A gente não precisa se esbaldar, mas já sabemos que não faz tão mal assim!

Fonte: MSN