Finlândia vai ser o 1º país do mundo a acabar com as matérias escolares

As escolas do país já são obrigadas a oferecer ao menos um período de ensino multidisciplinar baseado em fenômenos, enquanto na capital Helsinki

Já faz algum tempo que a educação na Finlândia vem recebendo destaque mundial, sendo considerada como uma das melhores do mundo. Entre seus diferenciais estão a valorização dos professores, das artes e de diferentes formas de ensino, além de uma redução no número de provas. Mas agora o país pretende dar mais uma guinada em seu sistema de ensino: abolir as matérias escolares.


A gerente educacional de Helsinki, Marjo Kyllonen, explica a mudança: “Nós ainda temos escolas ensinando à moda antiga, que foi proveitosa no início dos anos 1900 – mas as necessidades não são mais as mesmas e nós precisamos de algo adequado ao Século 21”. E, em uma época em que a trans e a multidisciplinaridade estão com tudo, não há nada mais sensato a fazer do que inserir esta ideia também nas escolas.

Agora, as matérias serão substituídas pelo estudo de fenômenos, método que já é adotado por cerca de 70% dos professores das escolas de ensino médio da capital do país. A ideia é que cada fenômeno possa ser estudado com diferentes abordagens: a Segunda Guerra, por exemplo, poderia reunir professores de História, Geografia e Matemática.

As escolas do país já são obrigadas a oferecer ao menos um período de ensino multidisciplinar baseado em fenômenos, enquanto na capital Helsinki, as instituições são encorajadas a oferecer dois períodos de ensino seguindo este estilo – e a tendência é que este número siga aumentando nos próximos anos.

 

Fonte: Hypeness