Fotógrafa inova em ensaio e mostra como bebês ficam dentro do útero

Ela já acompanhou 99 nascimentos e registra lindos momentos.

Uma fotógrafa holandesa identificada como Marry Fermont resolveu inovar nos seus ensaios. As suas lentes registraram bebês que acabaram de nascer na posição que costumavam ficar dentro do útero. Ela já acompanhou 99 nascimentos e, com a ajuda das parteiras, ensina aos pais como segurar os bebês.

"Eu estudei para ser parteira quando tive a ideia de fotografar nascimentos", diz. Ela é a primeira fotógrafa especializada em registrar nascimentos na Holanda. Marry Fermont conta que costuma pedir às parteiras para segurar os bebês na posição em que eles ficavam dentro do útero (apenas se a temperatura do bebê estiver normal e se houver tempo para isso).

Ela conta que as fotos do projeto "Baby in the Womb" (ou Bebê no Útero, em tradução livre) começaram a ser feitas em 2011 quando, ao registrar o seu primeiro parto, uma parteira decidiu mostrar aos pais como o recém-nascido ficava dentro do útero e ela registrou a ação.

"Eu amei tanto aquela foto e percebi que foi legal para os pais vê-la. Você vê o bebê sair, mas uma vez que está fora, é difícil imaginar que ele sempre esteve ali dentro de você. Então a imagem dá uma pequena ideia de como ele estava posicionado", conta.

Geralmente, a mãe pede para que o pai segure a criança e a fotógrafa dá aquela força para o marinheiro de primeira viagem. ”O bebê fica na barriga da mãe tanto tempo... Depois de nove meses a criança cabe exatamente na mão dele, na posição que costumava ficar lá dentro do útero. Não há nada mais especial que perceber a reação deles", conta.

Quando Marry Fermont teve a pequena Liv no último dia 6 de julho ela fez questão de que o nascimento fosse documentado. Denny, o pai de Liv, não hesitou em segurar o bebê e o instante foi fotografado por Lobke Koppens, que foi treinada por Marry para executar a tarefa.

 "Quando eu me tornei mãe percebi ainda mais o quanto essas fotos são especiais. Não apenas por lembrar um dos momentos mais importantes da vida, mas também para entender o processo do nascimento e tudo o que acontece antes e depois dele", diz.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do Uol