Fotografia de 1926 mostra uso pioneiro de 'pau de selfie'

Precursor de acessório para autorretratos com smartphones já havia sido usado por casal há quase 90 anos

Ele está por todos os lados. Nas ruas, em praças, shoppings e outros espaços públicos, o informalmente batizado de "pau de selfie", ou "bastão de selfie", — acessório utilizado para a produção de autorretratos com smartphones — se tornou febre entre os entusiastas dos registros digitais, principalmente os adolescentes. No entanto, uma fotografia de 1926 mostra que a ideia de utilizar uma vara para a produção de fotos pessoais não é necessariamente nova.

Encontrada em um antigo álbum de família por Alan Cleaver, de Whitehaven, no condado de Cúmbria, na Inglaterra, a fotografia de 88 anos mostra o britânico Arnold Hogg, avô de Alan, utilizando um bastão para fazer um autorretrato com a sua mulher, Helen, logo após o seu casamento.

Clique e curta a página do Portal Meio Norte no facebook.


 

Em seu rodapé, a imagem ainda contém a observação "Tirada por mim mesmo, Out 1926", numa evidência que mesmo as selfies já não são uma exclusividade da modernidade digital.

— Sempre foi uma das fotos favoridas da nossa família, e o fato de que agora há tanto interesse nela teria agradado ao meu avô — afirmou Cleaver ao site Daily Mail, se referindo à imagem. — É óbvio que ele estava tentando algo novo. Infelizmente, acho que é a única foto que ele tirou assim e que ele se sentiu satisfeito o suficiente para incluí-la no álbum.

Ao site, Cleaver disse que seu avô nunca mencionou o uso do bastão para realizar autorretratos, e que não faz ideia como ele fez isso exatamente, já que as câmeras daquele tempo funcionavam com o disparador sendo pressionado do lado da câmera, e não em cima.

Febre entre os usuários de smartphones, o pau de selfie moderno, cuja origem é asiática, foi escolhido pela revista Time como uma das grandes invenções de 2014.

 

Fonte: O Globo