Garoto de sete anos descobre nova espécie de dinossauro no Chile

Os ossos descobertos mostraram que o animal poderia ser do tamanho de um peru quando jovem e chegar a 3 metros (da cabeça à cauda) na fase adulta.

Image title

Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta por um menino de sete anos do Chile. Batizado de Chilesaurus diegosuarezi, o animal é o primeiro dinossauro encontrado na região da Patagônia e pertence à mesma família do Tyrannosaurus rex, mas, diferente de seus "primos", se alimentava de plantas, não de carne.

A revelação, publicada esta semana na revista inglesa Nature, mostra que o animal era a espécie mais comum naquela região do país.

O Chilesaurus diegosuarezi ganhou o nome em homenagem ao menino Diego Suárez, que achou o fóssil que desencadeou a pesquisa em 2004, quando caminhava com seus pais e sua irmã por uma colina no sul do país.

A descoberta levou os pais do menino a se juntarem a um grupo de especialistas argentinos, chilenos e ingleses para voltar ao local em busca de novas evidências.

O grupo encontrou, ao todo, doze fósseis, dos quais quatro eram esqueletos completos e relativamente bem conservados, o que fez os cientistas concluírem que aquela espécie era a mais comum de dinossauros no território.

Os ossos descobertos mostraram que o animal poderia ser do tamanho de um peru quando jovem e chegar a 3 metros (da cabeça à cauda) na fase adulta.

A espécie viveu há 145 milhões de anos e se diferenciava bastante do resto de sua família, os terópoda. Enquanto esse grupo era composto por animais bípedes e carnívoros, que se aperfeiçoavam para caçar e destroçar, o Chilesaurus se adaptou a uma vida herbívora e pacífica.

Até a descoberta da espécie, acreditava-se que os dinossauros herbívoros haviam surgido mais tarde, próximos à era da extinção, há 65 milhões de anos.

Outro fator de diferenciação é a aparência do dinossauro que, além dos típicos braços curtos, tinha o pescoço longo e a cabeça pequena, diferente de todos de sua espécie.

Fonte: Brasil Post