Golfinhos se drogam usando toxinas do baiacu para ficarem em estado de transe

O mais recente flagra mostra que não são apenas os bons hábitos que eles compartilham com os humanos.

Os golfinhos são conhecidos por serem dóceis e muito parecidos conosco em seu comportamento social.

O mais recente flagra mostra que não são apenas os bons hábitos que eles compartilham com os humanos.

Os cientistas ficaram chocados quando filmaram o comportamento antes nunca relatado. Para ficarem drogados e em estado de transe, eles usam as toxinas do famoso peixe baiacu.

Uma nova série de TV conseguiu fazer incríveis flagras desse comportamento. As cenas chocaram porque eles compartilham o peixe com outros golfinhos, como se estivessem reunidos para se drogarem. Os pesquisadores acreditam que eles usam as toxinas do baiacu – que são liberadas como uma forma de defesa – para obter prazer.

Eles empurram o peixe com seus focinhos e a toxina é liberada na água. Isso promove, quase instantaneamente, um estado de transe que faz com que os golfinhos fiquem flutuando na superfície da água, demonstrando “fascinação” com os resultados obtidos.

Eles foram flagrados usando o peixe e passando-o entre o grupo por mais de 30 minutos. Os cientistas notaram ainda que, ao terem o mesmo comportamento com outros peixes, os mesmos eram destruídos rapidamente, mas isso não ocorria com o baiacu.

A nova série da BBC vai mostrar o lado “nada bonito” dos golfinhos. Os especialistas dizem que este é o primeiro registro desse comportamento: “Nós vimos os golfinhos tocando cuidadosamente no baiacu exatamente como se faz quando estamos ordenhando vacas, tentando não perturbar excessivamente nem matar o peixe”, disse Rob Pilley, zoológico especialista em golfinhos em entrevista ao DailyMail.



Fonte: Jornal Ciência