Homem é preso após confundir cinzas de amigo morto com drogas

O homem foi acusado de um crime federal e ficou preso durante cinco

Russell Laight, 41, viajava da Inglaterra, para o Canadá com uma única missão: espalhar as cinzas de um amigo que morreu de câncer à beira do Oceano Atlântico. Mas a promessa, por pouco, não é comprida. O britânico foi interceptado e acusado pela polícia por contrabando de drogas assim que cruzou o controle de fronteiras do aeroporto.

Quando a mala de Russell passou pelo raio-X, as autoridades canadenses desconfiaram do pó que estava lá dentro. "Na hora, pensei que alguém tivesse armado alguma cilada", conta ele.

Homem é preso após confundir cinzas de amigo morto com droga (Crédito: Reprodução)
Homem é preso após confundir cinzas de amigo morto com droga (Crédito: Reprodução)


Daí ele lembrou das cinzas do amigo. Laight tentou convencer a polícia de que o pacotinho contendo um pó suspeito era, na verdade, o amigo morto e não droga, mas ninguém acreditou.

O homem foi acusado de um crime federal e ficou preso durante cinco dias, tempo que levou para o material ser analisado. Os testes então revelaram que as cinzas não continham nenhuma substância proibida e soltaram Russell. 

Homem é preso após confundir cinzas de amigo morto com droga (Crédito: Reprodução)
Homem é preso após confundir cinzas de amigo morto com droga (Crédito: Reprodução)


Mais aliviado, o britânico disse que foi uma experiência desagradável e completamente humilhante. "Vou pedir indenização, não dou bandido só estava tentando realizar o ultimo desejo do meu amigo, Simon adorava acampar e fazer lareiras enormes aqui no Canadá. Queremos lembrar dele para sempre e espalhar suas cinzas em um lugar que ele adorava.", finaliza

Fonte: Com informações do Hora7