Homem vive como vampiro e diz que sofre preconceito

Homem vive como vampiro e diz que sofre preconceito

A vontade de ser vampiro surgiu quando ainda era criança

Há 13 anos, o inglês Darkness Vlad Tepes vive como vampiro e seus hábitos tem mudado por conta disso. Como a criatura que conhecemos, ele bebe sangue e dorme em um caixão. O problema é que isso trouxe muita discriminação para ele.

O jovem de 25 anos, bebe sangue de vaca, de porco e sangue humano artificial, veste roupas escuras, marca bem os olhos com delineador, mas afirma que não gosta de ser comparado a vampiros de filmes como “Crepúsculo” e os que existem sobre Drácula.

A vontade de ser vampiro surgiu quando ainda era criança. Um dia, Vlad Tepes encontrou com um grupo de meninas que se vestiam como zumbis. Ele ficou tão assustado que foi embora. Acontece que, além de medo, Vlad Tepes sentiu curiosidade e, quando as encontrou novamente, as garotas aceitaram que ele fizesse parte do grupo – desde então, ele tem vivido como vampiro.

Vlad conta que desde que se revelou como vampiro, começou a ser ofendido com frequência. Uma vez, quando estava em um pub com seus amigos, uma pessoa perguntou se ele havia sofrido abuso sexual quando era criança, insinuando que isso explicaria seu comportamento de hoje.

Fonte: Mega Curioso