Inicio da Ciência na Investigação de Crimes

Confira a matéria abaixo

O valor da ciência na investigação de crimes foi demonstrado pelo médico inglês Bernard Spilsbury. 

Em 1910, provou que o cadáver mutilado de uma mulher, envenenada com arsênico, era o de Belle Crippen.

O marido alegava que ela o abandonara e fugira com um amante. 

A identificação foi possível graças à cicatriz em um pequeno retalho de pele da barriga.

Belle fora operada alguns anos antes.


Image title

Fonte: sitedecuriosidades