Insetos voadores conseguem voar no espaço?

Insetos voadores conseguem voar no espaço?

Várias espécies de animais e plantas já foram cultivadas no espaço

Várias espécies de animais e plantas já foram cultivadas no espaço. Umas deram certo e outras não. A Agência Espacial Norte Americana (NASA), tentou alguns experimentos, com animais voadores para estudar essa atividade no espaço.

Um experimento feito com amimais voadores abordo do ônibus espacial Columbia em 1982, revelou que voar é uma atividade muito complicada para insetos que foram levados da Terra.

O teste mostrou que as moscas do nosso planeta desistiram de tentar voar e passaram a se movimentar somente andando pelas paredes. As mariposas apresentaram um comportamento parecido na mesma situação. No entanto, as criaturas dessa espécie que nasceram no espaço se adaptaram às condições do ambiente.

Já as filhas nascidas no espaço, conseguiram desenvolver uma forma de flutuar e conseguir se transportar nos lugares sem gravidade. Com essa nova capacidade a própria atração dos corpos no espaço fazia o esforço para movimentá-las, sem a necessidade de bater as asas.

Com relação as abelhas, esses animais não foram capazes de voar normalmente e caiam em ambiente sem gravidade. Os pesquisadores suspeitam que esses insetos podem ter sofrido com cansaço por falta de comida ou pela falta de habilidade na hora de se adaptar às novas condições de voo.

Em outro experimento em 1984, foram levados para o espaço duas cápsulas dedicadas a estudar esses animais. Cada um dos módulos carregava 3400 operárias e uma rainha.

Dessa vez, os animais conseguiram se adaptar e aprenderam a voar no ambiente. Após o domínio do voo, as abelhas conseguiram até mesmo gerar uma colmeia e botar ovos. Mesmo botando os ovos, nenhum deles fecundou de verdade. O experimento mostrou que as abelhas conseguem se adaptar em alguns espaços.

Fonte: Fatos Desconhecidos