Jovem decide tirar roupa na internet após ter fotos íntimas divulgadas pelo namorado

O ensaio, disse Emma à revista "Elle", foi motivado por um desejo de apoiar outras mulheres vítimas de "pornografia de vingança", prática que alimenta ilegalmente sites de várias partes do mundo.

Três anos atrás, Emma Holten foi vítima do que é chamado de "pornografia de vingança". A dinamarquesa teve fotos em que aparecia nua postadas na internet por um ex-namorado. Em vez de ficar com vergonha, Emma decidiu virar a página de uma forma surpreendente e ousada: posou seminua para um fotógrafo da sua escolha para o site "Friktion" e quis que as fotos fossem publicadas livremente.

O ensaio, disse Emma à revista "Elle", foi motivado por um desejo de apoiar outras mulheres vítimas de "pornografia de vingança", prática que alimenta ilegalmente sites de várias partes do mundo. Em artigo escrito para o site feminista "Hysteria", Emma contou ter sofrido pesado assédio masculino após a publicação das fotos pelo ex.

Ela reproduziu algumas das mensagens recebidas: "Os seus pais sabem que você é uma vagabunda?" "Envie-me mais fotos nuas ou vou enviar as que tenho para o seu chefe" "Eu digo para as vítimas: vocês estão certas, mesmo que estejam sozinhas!", disse Emma à "Elle". "Vocês vivem em uma cultura patriarcal que as têm como alvo por vocês serem o que são. Eles estão errados, vocês estão certas. Vocês têm o direito de tirar fotos ou fazer vídeos. Os homens que entram em contato com vocês por isso são idiotas misóginos que apenas querem colocá-las para baixo a fim de se afirmarem", acrescentou a dinamarquesa, que disse ter tido apoio da família e do seu chefe. De acordo com pesquisa da MacAfee, 10% dos ex-parceiros já ameaçaram liberar na internet imagens íntimas alheias - 60% dessas pessoas cumpriram as ameaças. Em 13 estados dos EUA esse tipo de vingança já é punido de acordo com a lei.




Fonte: O Globo