Maconha: Risco de psicose é maior em homens do que em mulheres

O estudo foi publicado no Journal of Advances in Dual Diagnosis.

Os cientistas descobriram que fumar maconha é mais perigosa para os homens do que para as mulheres.

Pesquisadores da Universidade de York, na Inglaterra, dizem o novo estudo revela que homens são mais sensíveis aos sintomas que afetam a saúde mental.

Pesquisas anteriores examinaram a relação entre maconha - a droga ilícita mais utilizada no Reino Unido - e psicose. No entanto, o papel do gênero em relação aos efeitos de saúde mental da droga é menos compreendido. A psicose é um problema de saúde mental que faz com que o acometido perceba ou interprete as coisas de forma diferente daqueles ao seu redor. A condição pode provocar alucinações, afetando todos os sentidos. Delírios também são um sintoma comum.

O Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), afirma que a psicose pode surgir por experiências traumáticas, drogas, abuso de álcool, tumores cerebrais, bem como outros problemas de saúde mental, como esquizofrenia, transtorno bipolar e depressão grave. Cientistas de saúde investigam a ligação baseados em literatura específica, bem como análises detalhadas de dados sobre internações por psicose em decorrência da maconha em todo o NHS, durante um período de 11 anos.

Estudos epidemiológicos também foram analisados para comparar diferenças de gênero. Dados sobre consumo de Cannabis sativa sugerem que homens usam a droga duas vezes mais do que as mulheres. A disparidade de gênero é espelhada nas taxas de psicose, na qual os homens superam as mulheres.

Mas a equipe de pesquisa, liderada por Ian Hamilton, Paul Galdas e Holly Essex, encontrou uma ampliação significativa dessa razão quando se trata de psicose especificamente induzida por uso de cannabis.

Os números revelam que homens superam as mulheres em até 4 vezes mais. No entanto, não se sabe por que o cérebro masculino parece ser mais suscetível aos efeitos da maconha.

Hamilton disse: "As diferenças de gênero acentuadas nas taxas de psicose por maconha é intrigante. É possível que os serviços de saúde mental e tratamento de drogas, que têm um número desproporcional de homens, tratem de mais homens com problemas de saúde mental por conta da droga do que mulheres. No entanto, é também possível que as mulheres com psicose por Cannabis sativa não tenham sido identificadas ou procurado tratamento para os problemas. Quando se trata de psicose por conta da maconha, o gênero parece não importar”, acrescentou.

Os pesquisadores disseram que seu foco sobre as diferenças de gênero é importante para ajudar a melhorar a compreensão e a prestação de serviços aos gêneros. O Royal College of Psychiatrists nota que, embora o consumo de maconha possa resultar em relaxamento, se grandes quantidades são consumidas, pode ter o “efeito contrário, aumentando níveis de ansiedade”.

O Royal College afirma: "Alguns usuários de maconha podem ter experiências desagradáveis, incluindo confusão, alucinações, ansiedade e paranoia, dependendo do seu estado de espírito e as circunstâncias. Alguns usuários podem experimentar sintomas psicóticos com alucinações e delírios por algumas horas, que podem ser muito desagradáveis".

O estudo foi publicado no Journal of Advances in Dual Diagnosis.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Ciência