Menina de 9 anos escreve carta de apoio ao professor após ele assumir que é gay

O professor garante que não houve julgamento por parte dos alunos, apenas aceitação dos mesmos.

Uma aluna de 9 anos de idade resolveu dar coragem a seu professor depois dele contar para a turma de estudantes que era homossexual. O homem expôs sua sexualidade durante uma aula sobre bullying e homofobia.

O colégio onde o incidente aconteceu não foi divulgado, assim como as identidades do professor e de sua aluna. Porém, a carta que a estudante escreveu, acabou sendo publicada na íntegra.

O texto diz:

“Caro Sr. R

Mesmo que você seja gay, vou sempre tratá-lo da mesma forma como faço agora. Continuo pensando em você da mesma forma que antes. Você é um grande professor e estas são apenas algumas das palavras que usaria para descrever você: ótimo, incrível, fantástico, brilhante, impressionante e corajoso.

A razão pela qual digo corajoso é porque você compartilhou um segredo pessoal que foi muito corajoso.

Você não tem que se sentir com medo, porque sei que todo mundo na classe pensa da mesma maneira que eu.”

O professor disse que sempre se preocupou em mencionar sua sexualidade, já que dá aulas em escolas primárias. Mas, como parte da semana anti-bullying, ele perguntou aos estudantes se já haviam escutado o termo “gay” sendo usado como insulto.

Quase todas as crianças disseram que sim, e ele perguntou se eles achavam que pessoas “gays” eram erradas. Como a grande maioria disse que sim, ele conversou com seu chefe e recebeu liberação para conversar com os alunos sobre o tema.

O professor garante que não houve julgamento por parte dos alunos, apenas aceitação dos mesmos.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo