Menina se fantasia de Elsa, mas ouve de mulher: 'Ela não é negra'

Garotinha de 3 anos sofre racismo e internet reage da melhor forma

A pequena Samara, de três anos, foi  ao shopping vestida de princesa Elsa, de Frozen, como toda criança encantada por desenhos animados, mas acabou sendo vítima de preconceito e racismo. A garotinha quis ir a um evento da Disney no local e, enquanto aguardava na fila para brincar em casa de gelo temática, foi abordada por uma mulher e suas duas filhas de forma extremamente desrespeitosa.

Image title


Rachel Muir, mãe da pequena desabafou na rede social e, a partir disso, a história conquistou a internet mundial:

“Uma mãe e suas duas filhas falaram para minha filha que elas não sabiam por que ela se vestiu como a Anna e a Elsa porque elas não são negras — e que negros eram feios. O racismo está vivo na nova geração“.

Os efeitos do comentário que foi feito para Samara foram muito sérios. No post, Rachel conta que ela chegou a perguntar a ela por que nasceu negra.

“Eu disse que era porque Deus lhe deu aquela cor de pele, e porque ela era uma orgulhosa negra como a sua mãe“. Após o episódio, Rachel fez uma reclamação ao gerente do shopping, que disse que o comportamento da mulher foi “inaceitável”

Rachel fez uma reclamação direta à administração do shopping, que considerou a atitude "inaceitável".

Após o terrível episódio vivenciado por Samara, a imprensa australiana resolveu tratar a história de forma bonita e delicada: ela virou uma rainha da capa do jornal The Courrier.

Samara ganhou ingressos para assistir de camarote o Disney On Ice -- show tradicional com personagens da Disney -- além de uma série de presentes da marca.Enquanto isso, o rapper Adam Briggs, se sensibilizou com a história dela e a convidou para participar de seu novo clipe.

Image title


Image title

Image title


Fonte: Com informações do Brasil Post