Menino de 10 anos guarda dinheiro por 3 anos e consegue comprar seu primeiro carro por R$ 2,5 mil

Thiago Morales Berce conta que precisou economizar todo o dinheiro que ganhava do pai e dos parantes

Um menino de 10 anos, que mora em Assis Chateaubriand, na região oeste do Paraná, conseguiu guardar todas as economias e realizar o sonho de comprar o primeiro carro – um Fusca ano 1976, que custou R$ 2,5 mil. Para conseguir juntar o valor, Thiago Morales Berce conta que precisou economizar todo o dinheiro que ganhava do pai e dos parantes durante três anos.

“Quando o meu pai tinha 13 anos comprou o primeiro Fusca dele. E eu sempre gostei de Fusca e falava para ele que também queria o meu, então ele falou assim: 'Se você juntar dinheiro, você vai conseguir comprar'. E eu comecei a poupar desde os meus sete anos”, explica o garoto. Como ele ainda não tem idade para dirigir, é o pai que vai cuidar do carro, pelo menos até Thiago completar 18 anos. "Eu e o meu pai vamos usar ele para ir pescar", conta Thiago.

O pai, Valdir de Souza Berce, é empresário na cidade e diz que sempre incentivou o filho a economizar. “A gente sempre ensinou ele e a irmã que a gente só tem as coisas quando trabalha e guarda dinheiro. Faz parte da educação deles”, diz. Valdir também contou que abriu uma conta poupança no banco para que o filho guardasse o dinheiro. “Sempre que meu pai saía da loja, sobravam moedas no bolso ele me dava, meus primos, primas, todo mundo me ajudou. Minha avó me dava notas de R$ 10 ou R$ 20 e falava ‘compra o que você quiser’, mas eu colocava tudo no banco”, lembra o menino.

Quando o pai descobriu que o valor economizado já era suficiente para comprar o Fusca, decidiu fazer uma surpresa. "Meu pai pegou o dinheiro quando eu estava na escola e comprou o Fusca. Quando cheguei ele falou ‘olha que fusca bonito do outro lado da rua, vamos lá ver?’ Quando chegamos perto ele me entregou a chave e disse que era meu. Fiquei muito feliz”, recorda o menino. "Para nós, conseguir juntar o dinheiro para o Fusca, não era um coisa tão visada porque a gente já sabia que era o sonho dele, mas a reação dele quando viu o carro, foi muito legal. Ele realmente se espelhou no pai", conta a mãe Andréia Morales Berce.



A primeira volta com o carro novo foi para mostrar para a família toda, que o ajudou na conquista. “Fomos à casa da minha avó, minha mãe ficou tão feliz que nem foi para a academia, fomos todos juntos mostrar o fusca”. “Eu vou ser o motorista dele. Ele está bem consciente de que tem ainda oito anos pela frente para poder fazer a carteira de motorista e dirigir”, explica o pai. Thiago diz que vai continuar a guardar dinheiro e faz planos. “Vou continuar juntando porque agora eu quero fazer um jipe de trilha com o Fusca”, planeja. Para a mãe, o filho se tornou um exemplo. "Até a gente começa a se cuidar e a economizar um pouquinho mais", diz Andréia.


Fonte: G1